Rua Rodrigo da Fonseca, 103B
1099-074 Lisboa | Portugal
t:    00 351 213 823 131
tm: 00 351 961 042 199

Inez Wijnhorst

Será que é cada vez mais fácil escrever difícil? Será que o fácil se tornou difícil?

Será que os sentidos não se cruzam com as palavras que existem para os satisfazer?

Entre o sentido adivinhado e aquela onde o que parece descoberta falha, está o acto malabarista de dar evidências para retirar do vazio o próprio vazio e ao oferecer-se fazer de conta, sendo. E sendo, comprometer o diálogo de quem se acerca e quer ganhar intimidade e ficar de fora por não ter entendido o chamamento.

É fácil escrever assim difícil, dificuldade jogada na simplicidade existente dum olhar genuíno, irónico, comentador, aproximado entre a lupa que aumenta e o coração que enriquece, que as somadas imagens de Inez Wijnhorst jogam ao vivo a perdição das palavras, e perde-as e rejeita-as e apela a que se juntem porque sabe do dizer para além delas que a imagem tem.

Este tecido crescente, de construção crescente, de repetições simples e enriquecidas como os dias, de novidades e florescimentos como acontece na vida, jogam nesta pintura as palavras do gosto, da matéria, da cor da pintura ali e da ironia presente como uma piscadela de olho a comprometer-nos. A chamar-nos fazer parte, a levar-nos a procurar na floresta límpida, algum espaço menos inquieto, menos provocador, um canto de onde se veja com abrigo o mal do mundo. Não há chapéu que sirva. A cabeça deve saber-se a sentir o vento e a gostar da vida a correr tal como a pintura a consegue travar num amplo puzzle, sempre ávida, lúdica, bela, nunca fácil.

Rogério Ribeiro

 

  • Séries | Brevemente


Obras de Inez Wijnhorst em acervo.

Real Estate Robbery

345. Casa Espanhola

Acrilico s/tela | 20 x 20

2005

Real Estate Robbery

348. Casa Portuguesa

Acrilico s/tela | 20 x 20

2005

Real Estate Robbery

349. Casa Espanhola

Acrilico s/tela | 20 x 20

2005

Real Estate Robbery

350. Casa Portuguesa

Acrilico s/tela | 20 x 20

2005

Real Estate Robbery

352. Casa Portuguesa

Acrilico s/tela | 20 x 20

2005

Real Estate Robbery

353. Casa Espanhola

Acrilico s/tela | 20 x 20

2005

Real Estate Robbery

359. Casa Portuguesa

Acrilico s/tela | 20 x 20

2005

Real Estate Robbery

360. Casa Espanhola

Acrilico s/tela | 20 x 20

2005

Real Estate Robbery

362. Casa Francesa

Acrilico s/tela | 20 x 20

2005

Real Estate Robbery

366. Uma Casa Francesa

Acrilico s/tela | 20 x 20

2005

Real Estate Robbery

367. Uma Casa Portuguesa

Acrilico s/tela | 20 x 20

2006

326. Uma Casa Portuguesa

326. Uma Casa Portuguesa

Grafite s/ papel, costura | 139 x 97

2004

Octahedron | Projecções | Acrílico sobre tela | 70 x 200 xm | 2013

Octahedron | Projecções | Acrílico sobre tela | 70 x 200 xm | 2013

Great ditrigonal dodecacosidodecahedron | Projecções | Acrílico sobre tela | 40x40 cm | 2013

Great ditrigonal dodecacosidodecahedron | Projecções | Acrílico sobre tela | 40x40 cm | 2013

In her web she still delights, to weave the mirrors magic sights. | 60 x 51 cm | 2013

In her web she still delights, to weave the mirrors magic sights. | 60 x 51 cm | 2013

All object truth is one | Desenho e impressão sobre livro moleskine | 2013

All object truth is one | Desenho e impressão sobre livro moleskine | 2013

Inez Wijnhorst (1967)

Formação
1990/96 Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa
1986/90 Escola Real Superior de Belas Artes, Haya, Holanda
1985/86 Academia Livre de Artes, Rotterdão, Holanda

Colecções Públicas
Collection of the Museum of Engraving – Castello dei Paleologi in Acqui Terme, Italia
Osaka Foundation of Culture, Osaka, Japão
Câmara Municipal de Amadora, Portugal
Ayuntamiento de Zamora, Espanha
Museu Municipal de Vila Nova de Cerveira, Portugal
Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso, Amarante, Portugal
Banco de Portugal
Caja de Extramadura, Espanha
Museu municipal de Cremona, Itália

Prémios
2006
Menção Honrosa, VI Bienal de Marinha Grande
1º Prémio Ex-aequo Concurso ‘Arte e Espiritualidade’, MC, Lisboa
2005
Menção Honrosa,VIII Bienal de Artes Plásticas, Cidade Montijo
2003
Menção Honrosa, ’2º grande prémio BANIF de Pintura
2001
Prémio Bonofacio Lázaro, XXXIII Salão de Outono de Plasencia, Espanha
1999
Prémio Amadeo de Souza-Cardoso, Amarante, Portugal
Prémio de aquisição Baviera, X Bienal de Vila Nova de Cerveira
1998
Menção Honrosa, Bienal de Pintura Ciudad de Zamora, Espanha
Prémio Cidade Amadora, ex-aequo, VI Bienal da Amadora, Portugal
1997
Bronze Award, Osaka Trienale Print, Osaka, Japão

Exposições Individuais
2010

Lisboa (Galeria Monumental) “Anunciação – velhos hábitos, novos padrões”
2008
Lisboa (Galeria Monumental) “Under my Skin”. Pintura
2007
Casa das Artes, Tavira. Inside-Out. Desenho
2006
Évora (Teoartis Galeria) “Jacobs Ladder’s”. Gravura e Desenho
2005
Ponta Delgada (Atelier EA+) “Real Estate Robbery”. Pintura
2004
Porto (Galeria Jorge Shirley) “uma história mal contada”. Desenho
2001
Lisboa (Enes Arte Contemporânea) “à sombra das entrelinhas” Pintura
Porto (Arte e Manifesto Galeria) “a selva começa aqui”. Pintura
2000
Porto (Arte e Manifesto) ”A outra face da lua”. Pintura
Lisboa (São Bento 34) Gravura
Vila Nova de Cerveira (Galeria Projecto) Pintura
1999
Lisboa (Enes Arte Contemporânea) Pintura
1998
Lisboa (Enes Arte Contemporânea) Pintura
Santa Cruz, Madeira (Casa da Cultura) José Macedo Rodrigues-Escultura, Inez Wijnhorst Pintura

Exposições Colectivas selecção
2010

Lisboa, Museu do Oriente, “Encontros com o Oriente. Água-forte/Fukushima2009″
Lisboa, Pavilhão 28. “Colectiva”. Com Galleria EA+
2008
Lisboa, Feira de Arte Contemporânea, com Galeria Monumental
I Bienal Internacional de Montijo, Portugal
New York. AAF. com Galeria EA+
2007
Warsaw, Polónia (Studio Gallery) “3th international drawing competition exhibition” (itenerante)
Lisboa, Feira de Arte Contemporânea, com Galeria Monumental
Coimbra, (Museu Municipal) Cinquenta anos de gravura , uma plataforma para o futuro
Vila Nova de Cerveira, …Bienal de Vila Nova de Cerveira
Acqui-terme, Itália. VIII Bienal Internacional de Gravura
Thessaloniki, Grécia (Neapoli Galery) “3th international drawing competition exhibition” (itenerante)
Lisboa (Casa da Cultura dos Olivais) “Iniciação no Feminino”. Exposição colectiva
Líège, Bélgica. (Museum of Modern and contemporary Art) “VI Bienal de Gravura”
Famalicão (Fundação Cupertino de Miranda) “Cinquenta anos de gravura , uma plataforma para o futuro”
Sztuki w Ludzi, Polonia (Miejska Galeria) “3th international drawing competition exhibition (itenerante)
2006
Lisboa (Galeria Prova de Artista) Exposição Colectiva de Gráfica Original e Escultura
Wroclaw, Poland. (Museum of Architecture) “3th international drawing competition exhibition”
Palácio Valadares, (antiga escola Veiga Beirão) Largo do Carmo, Lisboa. Casa Décor com Lígia Casanova
Antwerpen, Bélgica. Frans Dille Prijs, (Museum Plantin-Moretus / prentenkabinet)
Fukushima, Japão. (Sharasawa Hall) Intercâmbio com AGAF
Nagele, Paises Baixos (Museum Nagele) De Buitenkans
Marinha Grande. “VI Bienal de Vidro de Marinha Grande”
Lisboa (Sociedade Nacional de Belas Artes) “Cinquenta anos de gravura , uma plataforma para o futuro”
Vila Real de Santo António (Arquivo Histórico Municipal) “Ordem e Caos / Order and Chaos”
Tavira (Palácio da Galeria e Casa das Artes) “Cinquenta anos de gravura, uma plataforma para o futuro”
Almere Haven, Holanda (Centro Cultural Corrosia) “Ordem e Caos / Order and Chaos”,Intercâmbio com a ‘Vereniging voor originele Grafiek’
Madrid, Espanha. ARCO com Galeria Jorge Shirley
Torres Vedras (Galeria Municipal) “Ordem e Caos / Order and Chaos”, AGAF e VOG
2005
Amsterdam, Holanda (Gallery Gôda) “Ordem e Caos / Order and Chaos”. Intercâmbio com a ‘Vereniging voor originele Grafiek’
Amsterdam, Holanda (Rembrandthuis Museum) “6e Grafiek symposium VOG. Ordem e Caos / Order and Chaos”. Intercâmbio com a ‘Vereniging voor originele Grafiek’
Lisboa (Cordoaria Nacional) “Arte e Espiritualidade”
Lisboa (AGAF) “Ordem e Caos / Order and Chaos”. Intercâmbio com a ‘Vereniging voor originele Grafiek’
Cascais (Forte da Cidadela) Casa Décor
Porto Santo, Bienal de Porto Santo
Alijó, “III Bienal de Gravura de Alijó”
Montijo, VIII Bienal de Artes Plásticas
Cáceres, Espanha (Palácio del Isla)”I Bienal Internacional de Grabado e Artes Gráficas”
Madrid, Espanha (ARCO, Galeria Jorge Shirley)
Viterbo, Itália. (Galeria Arturarte) Lisbonna/ Roma. Curator: Nori Zandomenego
2004
Lisboa (Feira internacional de Lisboa) Arte Lisboa, Feira de Arte Contemporânea
Lille, França (Grand Palais) “Artevent”
Évora, “IV Festival de Gravura”, Bienal internacional de Évora
Milano, Itália (MIART, Galeria Jorge Shirley)
2003
Alfornelos (Sede da Junta de Freguesia) “Colectiva de Gravura Água-Forte
Santarém, (Galeria Respública) “Colectiva de Gravura Água-Forte”
Lisboa (FIL) Feira de Arte Contemporânea
Lisboa (Palácio Valle Flôr) “CASALISBOA2003 , exposição design ambientes”
Tóquio, Japão (Kunitachi), (Estúdio de Arte de Itsukaichi-Saiyo Gallery) Projecto Intercâmbio -Portugal/Japão
Lisboa (Galeria da Associação de Gravura Água-Forte) Projecto Intercâmbio -Portugal/Japão. Gravura
Paris, França (Galerie d’été) Exposição do AGAF inserido no ‘mois de l’estampe’
Milano, Itália (MIART, Arte e Manifesto Galeria)
Montijo (Galeria Municipal) Gravura Contemporânea
Lisboa (Galeria Fernando Pessoa) “2º Grande Prémio BANIF de Pintura”
Cremona, Itália (Museu Municipal de Cremona)”l’arte e il torchio, 3rd International Small Engraving Exhibition”
Lisboa (Galeria Municipal Gymnásio) Gravura Contemporânea
2002
Lisboa (AGAF) Colectiva de Associados
Lisboa (Feira de Arte Contemporânea) Enes Galeria de Arte / Arte e Manifesto Galeria
Vila Nova de Cerveira (Museu da Bienal) “Mostra de objectos de arte seriados”
Monsaraz Museu Aberto
Don Benito (Casa Municipal de Cultura) “XXIII Exposición itinerante de pintura”
Vila Nova de Cerveira (Museu de Arte Contemporânea Bienal de Cerveira) Inauguração do Museu
Barcelona, Espanha (Feira de Arte Contemporânea) Arte e Manifesto Galeria
Villanueva de la Serena (Sala de Exposiciones de la casa de Cultura) “XXIII Exposición itenerante de pintura”
Milão, Itália (MiArte,Fiera de Milão) Arte e Manifesto Galeria
Badajoz, Espanha (Sala del Nuevo Palacio de Diputación) “XXIII Exposición itenerante de pintura”
Mérida, Espanha (Patio de la Asamblea de Extremadura) “XXIII Exposición itinerante de pintura”
Coria, Espanha (Museo de la Cárcel Real) “XXIII Exposición itenerante de pintura”
Lisboa (Teatro da Taborda) “Água-forte colectiva de gravura”
Navalmoral de la Mata, Espanha (Sala de Exposiciónes de la Caja de Extremadura)”XXIII Exposición Itenerante”
Trujillo, Espanha (Conventual de San Francisco) “XXIII Exposición itinerante de pintura”
Torun, Polónia (Muzeum Okregowe w Toruniu) “Intergrafia – 2002″. World Award Winners Galllery
2001
Plasencia, Espanha”XXXIII Salão de Outono de Pintura de Plasencia. Ibero-Americano”
Santo André, Brasil, “I Bienal de Gravura de Santo André”
Lisboa, Arte Lisboa. Feira de Arte Contemporânea (Enes Arte Contemporânea)
Osaka, Japão (Contemporary Art Space Osaka) “Osaka Foundation of Culture, Osaka Triennale 2001, 10th International Contemporary Art Competition”
Corunha, Espanha. (Estación Marítima) “VII Mostra Union Fenosa A Coruña”
Porto (Casa de Serralves) “IV Concurso Nacional de Jovens nas Artes – Francisco Wandschneider”
Acqui Terme, Ovada, Itália (Palazzo Robellini) “5th Biennale Europea per l’incisione”
Monte-Carlo, Mónaco (Fondation Prince Pierre de Monaco) “XXXV Prix International d’Art Contemporain de Monte Carlo”
Montreal, Canadá (Maison de la Culture Plateau-Mont-Royal) “l’espace qui nos sépare”
Québec, Canadá (Engramme) “Gravura Contemporânea Portuguesa no Quebéc”
Porto (Esteta Galeria) Gravura-Água Forte “Alice”
Czestochowa, Polónia (Miejska Galeria Sztuki) “Intergrafia – 2000″. World Award Winners Galllery
2000
Macau (Museu de Arte de Macau, Centro Cultural de Macau) “The Macau International Exhibition of Prints-Revelar-Harmonizar”
Lisboa (Associação Água-forte) “Colectiva dos Associados”. Gravura
Lisboa (S.Bento 34) Gravura-Água Forte “Alice”
Lisboa, F.A.C. (Enes Arte Contemporânea)
Madrid, Espanha “Estampa” (CPS)
Chamalieres, França “5e trienale mondiale de l’estampe petit format”
Katowice, Polónia (Galeria Sztuki Wspóliczesnej) “Intergrafia – 2000″. World Award Winners Galllery
Lisboa (Fundação Arpad Szenes-Viera da Silva) “Celpa-Viera da Silva, Artes Plásticas 2000″
Funchal, Madeira. “Marca Madeira”, Enes Arte Contemporânea -”Pintura /Arte e Oficina -Gravura”
Porto (Arte e Manifesto Galeria) Colectiva. Gravura
Évora (Galeria Teoartis) Água-forte, gravura
Porto (Casa de Serralves) Exposição Prémio Baviera
Gaia (Serra do Pilar) Água-forte, gravura
Lisboa (Domus Várius) Água-forte, Gravura Água-Forte, Integrado na Bienal de Amadora
Amadora (Fábrica da Cultura) “VII Bienal de Gravura de Amadora”
Évora (Galeria Teoartis) Gravura
Sevilla, Espanha (Feira de Arte Sevilla / Enes Arte Contemporânea) Pintura
Sintra (Quinta das Cruzadas) “Exposição do Prémio Amadeo de Souza Cardoso”
1999
Plasencia, Espanha (Aula de Cultura de la Caja de Extremadura) “XXI Salón de Otoño de Pintura de Plasencia”
Madrid, Espanha Estampa. (CPS)
Évora II Festival de Gravura de Évora
Amarante (Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso) “Exposição prémio Amadeo de Souza-Cardoso”
Vila Nova de Cerveira X Bienal de Vila Nova de Cerveira
Tavira (Casa Das Artes) Jovens Artistas Portugueses
Montemor-o-Novo (Galeria Municipal) FBAUL Gravura
Albufeira (Galeria Municipal) FBAUL Gravura
1998
Zamora, Espanha Bienal de Pintura Ciudad de Zamora
Amadora (Galeria Municipal) “II Exposição Colectiva de Artes Plásticas do Espólio Municipal”
Amadora (Fábrica da Cultura) “VI Bienal de Amadora”
1997
Lisboa (Enes Arte Contemporânea) Colectiva
Osaka, Japão (Mydome Osaka) “Osaka Trienale Print”
Vila Nova de Cerveira, “IX Bienal de Vila Nova de Cerveira”
Évora (Casa Nobre da rua dos Burgos, SEC) “I Festival de Gravura Évora”
Lisboa (Forum Telecom) “Solidários: XXV Aniversário A.D.P.
1996
Lisboa (Cisterna da FBAUL) “Reflexos duma Escola: Exposição de Trabalhos de Estudantes no âmbito do Congresso ELIA”
Lisboa (Forum Telecom) “Alunos Finalistas da FBAUL: Gravura e Cerâmica”
1994
Almada (Galeria Municipal de Arte) Solidaridade
1993
Portimão (Antigo Mercado Municipal) “Colectiva 20 + 3, Finalistas da FBAUL”
Lisboa (Galeria Almada Negreiros) “I Concurso de Pintura e Escultura INATEL – D. Sebastião”
1992
Almada (Galeria Municipal de Arte) “Dia Internacional de Mulher”
1991
Lisboa (Escola Superior de Belas Artes) “Expo Alunos da ESBAL 91-92″
1987
Naaldwijk, Holanda (Galeria Ultra) Westlandse Kunstenaars

Real Estate Robbery
As pinturas de interiores dos séculos passados mostram objectos e fragmentos do quotidiano, fazendo pressentir como deve ter sido a vida noutros tempos.

Este projecto apropria-se de imagens de interiores contemporâneos que foram fotografados pelas agências imobiliárias e postos à venda na internet.

Foram coleccionadas e compostos em pequenas pinturas realistas. As salas, corredores, casas de banho, quartos e cozinhas carregam nas suas imagens a impresão de quem lá viveu.

As pessoas já lá não estão. As casas à espera de novos habitantes são congeladas num único momento efémero, prontas para serem desmontadas.

Os compartimentos, assim fossilizados, convidam-nos a reflectir sobre o passar do tempo, a decadência dos objectos e do espaço em que se encontram. Ao pisar a fronteira entre privacidade e voyeurismo, apercebemo-nos de vidas e maneiras de viver em lugares distantes, differentes e parecidos.

Inez Wijnhorst, 2005


Periodicos – Artigos – Textos

1998
ARAUJO, Renata. In wonderland. In “Catálogo exposição Enes Galeria de Arte” Lisboa, Julho 1998.
1999
POMAR, Alexandre. O universo escolar. In “Expresso, Cartaz” 28-08-99
GONÇALVES, Eurico. Pintura aos quadradinhos de Inez. Local de inscrição de múltiples figuras-signos. In “Catálogo exposição Enes Galeria de Arte”, Lisboa, Junho 1999.
2000
FERNANDES, Maria João. Galeria Arte e Manifesto, Porto. Inez Wijnhorst, A outra face da lua. In “Arte Ibérica”,nº 34 Abril 2000, pp. 54.
FERNANDES, Maria João. Inez Wijnhorst, A outra face da lua. In “JL, Jornal de Letras, Artes e Ideias” nº770, 5 Abril 2000, pp.35.
FERNANDES, Maria João. A Pintura de Inez Wijnhorst, Penélope e a outra face da Lua. In “Catálogo de exposição Arte e Manifesto Galeria” Porto, Março 2000.
Caras de um perfil. Histórias de símbolos. In “Casa Decoração” nº 175, Maio,V serie ano 33, pp. 18-21
Breves- pintura. In “Jornal de Notícias” 27 Out 2000
A cor da emoção. Na galeria Projecto em Vila Nova de Cerveira. In ” Primeiro de Janeiro” 11 de Novembro de 2000. pp.10
2001
AZEVEDO TAVARES, Cristina. Capítulo sobre as Artes Plásticas em Portugal no Século XX. In Guia de história da arte contemporânea – Pintura. Escultura. Arquitectura. Os grandes movimentos. FERRARI, Silvia. Editorial Presença, Lisboa, 2001, pp. 206.
CRESPO, Nuno. A Inteligibilidade do mundo. Reflexões sobre a pintura de Inez Wijnhorst. In “Catálogo exposição Enes Arte Contemporânea” Lisboa, Setembro 2001.
FERNANDES, Maria João. Galeria Enes, Lisboa. Inez Wijnhorst, à sombra das entrelinhas. In “Arte Ibérica”, nº 50 Out/Nov. 2001, pp. 59.
NEVES, Susana. O Mermúrio da Floresta. In “Catálogo de exposição Arte e Manifesto Galeria” Porto, Dezembro 2001
2002
SALAZAR, Tiago. Arte Lisboa – FAC, Falando de Futuro. In “Arte Ibérica” nº 51 Dez/Jan. 2002, pp. 50-51.
SALAZAR, Tiago. Inez Wijnhorst soma e segue em Plasencia. In “Arte Ibérica” nº 51 Dez/Jan. 2002, pp. 62.
PERES JORGE, Rui. Onde investir na Arte

Comments are closed.