Rua Rodrigo da Fonseca, 103B
1099-074 Lisboa | Portugal
t:    00 351 213 823 131
tm: 00 351 961 042 199

Justino Alves| 14 de Novembro a 28 de Dezembro 2013

Imagens.

No horizonte dos actos criativos que escolhas são possíveis de originar que respondam a um conceito de obra de Arte?
Que matriz nos identifica e que sinais propiciam o cruzamento de ideias e materiais?
É destas interrogações que vive o processo criativo, retomado vezes sem conta e em regra de resultado imprevisível.
O que vos mostro é a soma de avanços e recuos, sucessivas tentativas de ordenar a matéria e dar-lhe significado, acção de que resultam as pinturas elas próprias formas residuais do que foi tratado e esquecido em favor da exemplaridade da sua representação final.
Nesta exposição evidencio a centralidade da figura humana e o seu carácter simbólico num contexto que adequa o real a uma outra realidade propiciadora do acto criativo e dos interesses da sua expressão.
Nas vertentes da forma e da cor, alicerces fundamentais na construção da imagem e do seu poder de comunicação, as obras segmentam-se em actos de mais livre expressão e noutros em geometrias de maior rigidez envolvendo a composição.
É deste conjunto de acções e actos convergentes que se constrói a identidade e caracterização da pintura, cuja mais valia evoca a legitimação do acto criativo e o seu imaginário conceptual.

Justino Alves



Comments are closed.